Pólo
O seu jornal de notícias impresso e na internet!

JORNAIS DA EMPRESA JORNALÍSTICA ACRM

Home Contato Culinária Diversão Editorial Educação Empresa Imóveis Negócios Notícias Parceiros Poesias Policial Política Saúde
JORNAL POLO PAULISTANO EM FLASH

Esperança

Poetisa Riselda Morais

Deixo que a esperança me invada
Corpo e alma, coração e mente
E que nela flua conservada
A vida ao germinar da semente

Sigo a vida,
caminhando calmamente
Tão logo à noite,
dá lugar ao novo dia
E vejo a água,
que corre transparente
sob a luz da lua
e com linda melodia

A semente, sublime, iluminada
Vence as trevas e a escuridão
Passa por tudo, porém, em nada
Lembra a tristeza ou a solidão

A esperança faz a vida renovada
Alimentando a razão e a emoção
É riqueza, é honrado sentimento
Que traz calma e contentamento

Contentamento,
por poder existir
Poder sentir que a vida vale à pena
O sol, a lua, as estrelas, o pensamento
A liberdade, a terra, o mar, o vento

Imprescindível,
o fogo, a água, o ar, o amor
E inevitável,
o sentimento, o sonho, a dor
Contemplando
o lírio, a orquídea, a açucena
Vi que vivendo na esperança,
tudo prova,
que o destino tem seu
palco e está em cena!

 

Poesias registradas - Todos os direitos reservados à autora e poetisa Riselda Morais . Permitida reprodução desde que citado o nome da autora.

Blogger de Notícias

Blogger de Poesias

Twitter
VOLTAR

ATENÇÃO: Melhor visualização em resolução de 1024x768

© Riselda Morais