Pólo
O seu jornal de notícias impresso e na internet!

JORNAIS DA EMPRESA JORNALÍSTICA ACRM

Home Contato Culinária Diversão Editorial Educação Empresa Imóveis Negócios Notícias Parceiros Poesias Policial Política Saúde
EDITORIAl

Viva a São Paulo de todos nós!

Especialista em Comunicação e Mercado, jornalista e editora
Riselda Morais
il


Por: Riselda Morais


Em 25 de janeiro de 1554, nascia aquela que hoje é a cidade de todos os brasileiros e de muitos imigrantes de muitos países, a nossa São Paulo. Nascida com o nome de Piratininga, com ares frios e temperados, quando em terra sadia e águas boas, no alto de uma pequena colina, os jesuítas fundaram o colégio para catequizar os índios. Nem imaginavam os padres jesuítas José de Anchieta e Manoel da Nóbrega que ao invés de um humilde povoado onde catequizavam índios e celebravam missas, estavam fundando uma metrópole, hoje chamada de São Paulo, onde habitam mais de 11,89 milhões de pessoas. 
São Paulo é a mais populosa cidade do Brasil, país que hoje tem uma população de mais de 202,77 milhões de pessoas. A capital paulista abriga pessoas originárias de muitos estados brasileiros e imigrantes de muitos outros países, que assim como os jesuítas chegaram aqui enfrentando adversidades e aqui acolhidos, tomaram São Paulo como sua cidade de coração!
A São Paulo que era ponto de partida das bandeiras rumo as expedições que cortavam o interior a cavalo, é hoje, ponto de partida para o mundo! Pelo ar, por terra, por águas, de avião, de carro, de ônibus, a cidade é uma porta gigante rumo ao crescimento econômico, ao conhecimento e a diversidade cultural. E assim como os bandeirantes que partiam em busca de minérios e aprisionavam índios para o trabalho escravo; os bravos homens de hoje, partem dos bairros longínquos do centro da capital, deixando para trás suas casas e seus filhos ainda dormindo e enfrentam horas de transito rumo a uma das mais de 3,7 milhões de empresas paulistas, ou a um dos mais de 481 mil comércios para trabalhar.
Apesar dos trabalhadores e trabalhadoras de hoje, ser remunerados e ter seus direitos reconhecidos; de hoje ser chamados de capital humano ou funcionários, ainda encontra-se entre eles, alguns escravos escondidos em algumas fabriquetas de algum mal empreendedor. Encontra-se também dentro de grandes empresas, com altos cargos e bem remunerados, os escravos de si mesmos, pessoas que abriram mão de viver em prol da carreira profissional, de um sonho, de uma realização.
Hoje são milhares de colégios, dezenas de faculdades, onde milhões de pessoas estudam e conhecem através dos livros a história da pequena Piratininga que mudou de nome e hoje, ocupa uma área de 1.530 km², por onde circulam mais de 15 mil ônibus; uma frota de mais de 8 milhões de veículos e mesmo assim... não é suficiente para transportar toda a sua população. Tem ainda 5 linhas metroviárias em operação, com um total de 68,5 quilometros de rede, com 61 estações de metrô e 6 linhas de trem, com 154 estações que faz ligação entre a capital e 22 municípios. Mas ainda é pouco, continuamos querendo mais, precisando de mais, porque a cidade e a população está em constante crescimento, em constante evolução. 
São Paulo é a cidade mais rica do país, o maior PIB, um dos mais importantes polos econômicos da América Latina. Com sua economia diversificada por indústrias metal-mecânica, têxtil, química, automobilística, aeronáutica e de informática, bem como pelos setores de serviços e financeiro, é possuidora da maior arrecadação de ICMS do Brasil. Com um eficiente sistema de transporte multimodal formada pela interligação da malha viária com a infraestrutura hidroviária, portuária e aeroportuária, a cidade ainda oferece boa infraestrutura em logística, boa qualidade em mão de obra e profissionais qualificados para continuar crescendo economicamente.
Os bandeirantes deram lugar aos executivos e aos profissionais liberais; os cavalos deram lugar aos veículos, trens, metrô e aviões; o café deu lugar as indústrias; as mercadorias deixaram de ser moeda de troca e passaram a ser vendidas nos milhares de comércios e microempresas; e as mulheres... essas se superaram desde os primórdios. As mulheres nesta cidade, são profissionais, são mães, são esposas, são estudantes, são chefes de família e são guerreiras! São independentes e donas si, levantam cedo para enfrentar o trânsito, enfretam dupla jornada de trabalho mas vão a luta para ganhar! 
Parabéns São Paulo!

 

 

VOLTAR

ATENÇÃO: Melhor visualização em resolução de 1024x768

© Riselda Morais