Notícias

Prefeito assina decreto que regulamenta Fundo Municipal do Idoso

Objetivo é garantir recursos necessários para a manutenção e desenvolvimento de ações e programas dirigidos à terceira idade

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

          O prefeito João Doria assinou neste domingo (1º),  no Polo Cultural da Terceira Idade, no bairro do Cambuci, na Zona Sul, o decreto de regulamentação do Fundo Municipal do Idoso, criado pela Lei 15.679 em dezembro de 2012.O prefeito João Doria assinou neste domingo (1º),  no Polo Cultural da Terceira Idade, no bairro do Cambuci, na Zona Sul, o decreto de regulamentação do Fundo Municipal do Idoso, criado pela Lei 15.679 em dezembro de 2012.
          O ato aconteceu durante solenidade especial em homenagem ao Dia Internacional do Idoso. Atualmente, 17.910 pessoas da terceira idade são atendidas pela Prefeitura em espaços de convivência e acolhida. A partir deste fundo, a Prefeitura pretende implantar o programa São Paulo Amigo do Idoso, propondo o envolvimento de toda a população na criação de uma sociedade amigável aos idosos, sem preconceitos e com a finalidade de inclusão social. “Depois de cinco anos esse decreto é assinado. É um gesto de respeito e solidariedade com as pessoas da terceira idade, que representam capacidade e experiência”,  declarou o prefeito João Doria.
          O objetivo do Fundo Municipal do Idoso é garantir recursos financeiros para implantação, manutenção e desenvolvimento de programas e ações dirigidas à terceira idade. A verba para mantê-lo será proveniente de doações e contribuições de pessoas físicas ou jurídicas, de direito público ou privado. Além disso, reunirá multas decorrentes de infrações administrativas em razão de desobediência ao atendimento prioritário ao idoso e do descumprimento, por parte de entidades, de regras relacionadas ao atendimento a este público.
          Os recursos serão utilizados na realização de pesquisas e estudos sobre essa faixa etária no município, capacitações para a rede de atendimento, elaboração de guias de orientação de direitos, campanhas de prevenção de quedas e violências sofridas por essa população, entre outras ações preventivas e de promoção dos direitos humanos. “Estamos avançando no atendimento à demanda do idoso paulistano, com ações desenvolvidas no Polo, projetos criados pela Coordenação de Políticas para Idosos e, agora, com a regulamentação do Fundo Municipal”, afirma Eloisa Arruda, secretaria de Direitos Humanos e Cidadania. “Como ainda há muito por fazer em prol do envelhecimento na cidade, a regulamentação inicia outro processo, se tornando propulsora de mais ações”.
Polo Cultural da Terceira Idade – Cambuci O Polo Cultural da Terceira Idade José Lewgoy (mais conhecido como Polo Cultural do Cambuci) foi criado em 2000. É um espaço municipal vinculado à Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania e tem como objetivo incentivar a autonomia e a independência do idoso.
          O espaço atende cerca de 450 pessoas a partir dos 50 anos e oferece oficinas gratuitas de arte, artesanato, moda, bordado em pedraria, bordado em pintura de tecido, tricô, crochê, percussão e padaria artesanal. Também há aulas de ioga, dança e alongamento. Funciona das 9h às 17h, de segunda a sexta-feira, e também aos fins de semana para a realização de eventos.